Google ensina seus filhos como ficar seguro Online

As crianças de hoje estão crescendo online. A Internet está presente de alguma forma na vida delas desde o nascimento. Crescendo na era digital, as crianças têm grandes vantagens, mas sempre tem alguma desvantagem.

Como reduzir os efeitos negativos nas crianças

Para reduzir os efeitos negativos que a Internet pode ter sobre as crianças, a Google lançou o Be Internet Awesome (algo como Seja uma Internet Incrível). Trata-se de um programa educacional desenvolvido em colaboração com especialistas de segurança online, incluindo o Family Online Safety Institute (algo como Instituto de Segurança Familiar Online) e o Internet Keep Safe Coalition (algo com Aliança da Internet Segura).

De acordo com a Google, existem cinco lições que as crianças devem aprender para ajudá-las a ficarem seguras quando estiverem online.

1. Seja esperto: Compartilhe com cuidado

Boas e más notícias trafegam rapidamente online e, sem alguma precaução, crianças podem se encontrar em situações desagradáveis que podem ter sérias consequências. A solução? Aprender como compartilhar e como não compartilhar os conteúdos. 

Comunique-se com responsabilidade

  • Encorajar o compartilhamento pensativo, tratando a comunicação online da mesma forma que pessoal: se não é certo ver, também não é certo de postar.
  • Criar guias sobre quais tipos de comunicações são apropriadas (e quais não são). 
  • Manter detalhes pessoais apenas entre família e amigos próximos.

2. Esteja alerta: Não caia em mentira

É importante ajudar as crianças a se manter atentas e saberem que pessoas e situações online não são sempre como parecem. Distinguir o que é real e o que é mentira é uma grande lição em segurança online.

Conheça os sinais de um potencial golpe

  • Se afirmações sobre “ganhar” ou conseguir algo “gratuitamente” parece muito bom pra ser verdade, a maioria provavelmente é golpe.
  • Trocas justas não deveriam envolver ter que abrir mão de informações pessoais.
  • Seja sempre crítico antes de agir quando estiver online e aprenda a confiar em sua intuição. Esteja atento para tentativas de phishing (esforços para roubar informações, tais como login/senha ou detalhes de contas para se passar por um contato confiável em um e-mail, SMS, WhatsApp, Telegram ou alguma outra ferramenta de comunicação online).

3. Seja forte: Proteja seus segredos

Privacidade e segurança pessoal são tão importantes online, quanto offline. Proteger informações valiosas ajudam crianças a evitar danificar seus equipamentos, reputações e relacionamentos interpessoais.

Crie uma senha forte

  • Crie uma senha fácil de ser lembrada, mas evite usar informações pessoais, por exemplo nomes ou datas de nascimento.
  • Use uma mescla de caracteres (Letras maiúsculas, minúsculas, símbolos e números).
  • Tr0q& l3+r@s p0r $!mb0L0$ & nUm3r0$ d&$$a f0rM@

Alterne entre suas senhas

  • Não use a mesma senha em multiplos sites.
  • Crie algumas variações da mesma senha para diferentes contas/sites.

4. Seja gentil: É legal ser gentil

A internet é um amplificador poderoso que pode ser usado para espalhar coisas positivas ou negativas. As crianças podem pegar um grande caminho aplicando o conceito “trate os outros como você gostaria de ser tratado” para suas ações online, criando impactos positivos para os outros e tirando o poder do bullying.

Torne um exemplo

  • Use o poder da internet para espalhar positividade.
  • Pare de espalhar mensagens prejudiciais ou mentirosas para não serem repassadas para outros.
  • Respeite outras diferenças.

Tome atitudes

  • Bloqueie comportamentos canalhas ou inapropriados.
  • Se esforce para ajudar aqueles que sofreram bullying.
  • Encoraje crianças a contestar e reportar bullying online.

5. Seja valente: Quando tiver dúvidas, converse sobre isso

Uma lição que aplica para qualquer encontro do tipo digital: Quando as crianças chegam com algo questionável, eles deveriam se sentir confortável conversando com um adulto confiável. Adultos podem ajudar esse comportamento favorecendo uma comunicação aberta em casa ou em sala de aula.

Encoraje o comportamento valente na internet

  • Seja claro sobre as regras e expectativas familiares ou em sala de aula sobre a tecnologia, assim como as consequências pelo uso inapropriado.
  • Mantenha um diálogo frequente, encorajando as crianças a fazer perguntas.
  • Compartilhe ou extenda as conversas à outro adulto confiável, por exemplo professores, treinadores, amigos, etc.

Todos os quais abordam os elementos mais negativos da internet.

Existem várias plataformas para que a “Internet Seja Incrível”. A Google está tentando mostrar para as crianças diretamente com um navegador gratuito baseado em jogos, chamado de Interland e com ensinamentos sobre segurança online de uma forma divertida. Educadores têm todo um currículo a sua disposição e famílias são encorajadas a discutir todos os problemas descritos acima antes de assinar um comprometimento de ser um bom cidadão digital.

Uma coletânea de recursos educacionais gratuitos

Este é um esforço fantástico da Google que poderia ajudar a criar uma internet melhor para as próximas gerações. Ninguém pediu ao Google para fazer isso e ainda a companhia tem lançado uma coletânea de recursos educacionais gratuitos. Agora nós apenas precisamos ter esperança que as crianças tomem notícia desses recursos.

Infelizmente o Interland só está disponível em Inglês e não tem informações de que seja traduzido para outros idiomas no futuro.

Você tem filhos? Você se preocupa com o tempo online gasto por eles? Tem controle sobre quais sites eles visitam? O que você achou sobre essa iniciativa da Google?

Vale ressaltar que muitas dessas dicas também servem para adultos.

Links recomendáveis:

https://beinternetawesome.withgoogle.com/resources

https://families.google.com/familylink/

Fonte: MakeUseOf

Tradução e adaptação: Thiago Saad